Homenoticias'Linchamento temido, vestido como palestino': refém libertado no cativeiro do Hamas

'Linchamento temido, vestido como palestino': refém libertado no cativeiro do Hamas

Noah Argamani tornou-se um símbolo do ataque de 7 de outubro pelo Hamas

Uma mulher israelita – que foi mantida refém pelo Hamas em Gaza durante cerca de 245 dias – foi resgatada numa ousada operação no fim de semana.

Noa Argamani e três outros reféns – Almog Meir Jan, Andrey Kozlov e Shlomi Ziv – foram resgatados pelas forças israelenses do cativeiro do Hamas em Gaza após uma “complexa operação diurna”.

Os quatro reféns – Noa Argamani, Almog Meir Jan, Andrey Kozlov e Shlomi Ziv – foram sequestrados pelo Hamas no festival de música Nova durante o ataque de 7 de outubro contra Israel.

Noah Argamani foi resgatado de um local, enquanto Almog Meir Jan, Andrey Kozlov e Shlomi Ziv foram resgatados de um apartamento diferente.

Noa Argamani se tornou um símbolo do ataque de 7 de outubro do Hamas depois que seu vídeo de sequestro se tornou viral.

Ela foi vista sendo expulsa por homens armados enquanto gritava: “Não me mate! Não, não, não.” Seu namorado, Avi Nathan, também foi visto sendo maltratado pelo grupo Hamas.

Após o resgate, Argamani foi levada para um hospital em Tel Aviv, onde conseguiu se reunir com sua mãe, que estava sendo tratada de câncer.

Falando a um canal de notícias israelense – Canal 13 – Argamani disse estar certa de que seria linchada pela multidão em Gaza depois de ser sequestrada.

Ela disse que foi mantida em cativeiro em quatro locais diferentes nos últimos oito meses, e que no último local a família com quem ela ficou a fazia lavar a louça.

A jovem de 26 anos disse que se vestiria como uma mulher palestina enquanto fosse transferida de casa em casa em Gaza.

Falando sobre a operação de resgate, Argamani disse que estava lavando louça quando os soldados israelenses entraram em casa para resgatá-la. “Foi assustador. Os soldados foram corajosos. Em questão de um segundo, talvez eu não estivesse aqui hoje”, disse ela, segundo o Canal 13.

As IDF realizaram a ousada operação de resgate no sábado em Nuseirat, no centro de Gaza.

Milhares de israelenses se reuniram no que ficou conhecido como “Praça dos Reféns”, no centro de Tel Aviv, para comemorar o resgate e exigir a libertação dos demais reféns.

Fornte

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Most Popular

Recent Comments